28 de abr de 2015

Várias facetas de um Coringa.

Gente, antes de xingar muito no twitter por causa que o visual do novo coringa é uma @#$%& e que ninguém nunca vai superar a interpretação de Heath Ledger, eu queria apresentar alguns fatos:

O coringa tem vários visuais (cara, o hq tem mais de 60 anos, acha mesmo que com todo esse tempo, troca de roteirista e desenhista o coringa vai manter o mesmo visual? E sem contar que é bom um personagem se reciclar, afinal, qual pessoa do ano de 2015 usa um topete tão John Travolta como o Superman?). A versão mais clássica do personagem foi eternizada por Cezar Romero e Jack Nicholson. Um coringa todo piadista (oh really?), com a maquiagem totalmente impecável, um sorriso desenhado sem nenhum borro e roupas mais formais. Eu diria que não seria um coringa louco por ser, seria algo como um gênio não compreendido que de uma forma ou de outra tira proveito da sua insanidade.

Insano, poderia me arriscar dizendo que seria um coringa mais caricato. 
Aqui vejo uma versão mais "comportada" do Coringa de Romero, reparem que os traços do sorriso são mais leves, o cabelo mais penteado. Seria um coringa dentro dos padrões da sociedade?



Mas quando vamos falar sobre o coringa do Ledger (que preferiu adotar a versão de que o sorriso na realidade são cicatrizes que ele ganhou na infância por causa do pai), vemos um coringa totalmente sádico, um coringa dominado pelo seus demônios interiores, vemos um coringa que não tem vergonha de ser o contrário do moralismo. E parte desse aspecto se mostra na maquiagem, ele não têm mais todo aquele cuidado, aquele extremismo perfectionista. Ele apenas joga tudo na cara, afinal ele é um joker domado por uma psicose. Enfim, Heath colocou sua interpretação no personagem.


Quando essa imagem saiu, muitos xingaram (ou você não se lembra de ter falado que esse Heath  adotou um visual muito macabro, que essas cicatrizes não tinham nada a ver, que o Coringa não é melancólico desse jeito). Mas o que não podemos esquecer é que o Joker só carrega esse sorriso estampado no rosto, para esconder seu interior totalmente quebrado e sobrio. E a única coisa que o filme do Nolan fez, foi mostrar o interior do vilão.

Pronto, já mostramos praticamente todas as facetas do Coringa, e o que vai sobrar para Jared Leto? 

Jared é conhecido por se entregar por completo as seus papeis, então ele deve dar o máximo para superar o seu antecessor. Mas será que isso não vai acabar estragando o personagem? 

A resposta é sei lá. Não prevejo o futuro, e se eu fosse vidente gastaria o meu poder com coisas mais importantes.

Enfim, o que eu quero dizer é que não podemos julgar essa imagem, temos que esperar o filme. Sim, o Joker está muito diferente do que estamos acostumados, mas e dai? Tenho que lembrar a vocês que em uma das versões o vilão não possui rosto, ou melhor, ele separou a pele do seu rosto e a usa como mascara. Ou ainda posso mencionar em que outro universo alternativo o Joker na realidade é a mãe de Bruce (podem me cobrar um post sobre isso).

E por fim queria deixar a minha opinião sobre o novo visual (que com certeza vai mudar quando eu assistir o filme). 

As tatuagens são bem simbólicas, Adorei o Hahaha (que é desenhado de uma maneira bem excêntrica para demostrar a loucura do personagem), a tatuagem do sorriso é a essência do personagem. Mas hoje mesmo li uma noticia que comenta que essas tatuagens só foram para comemorar os 50 anos do Esquadrão Suicida, ai eu pergunto, sem essas marcas, qual vai ser o diferencial desse Joker?

Em 2016 eu respondo a vocês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Não se acanhe, se quiser, deixe um comentário!