23 de ago de 2014

Mathilda Savitch

Olá! Hoje eu vou resenhar sobre a minha mais recente leitura, Mathilda Savitch!
Título: Mathilda Savitch
Autor: Victor Lodato
Editora: Intrísca
Número de Páginas: 310
Nota: 4

Bem, Mathilda Savitch é um livro que eu queria ler há muito tempo, (principalmente pela capa linda! Eu simplesmente me apaixonei pela cor do cabelo da modelo, acho que vou pintar o meu cabelo dessa cor! Rsrs) então eu aproveitei uma superpromoção do Submarino e consegui o livro por 8 reais! (meu lado compulsivo adorou!). Mais como eu comprei ele com mais uns 10 livros ele não foi minha primeira opção. Até que esse mês chegou e a morte parece que veio acompanhando ele. E mesmo eu tentando encarar ele como uma personagem de Neil Gaiman, não deu certo, meu medo sobre ela voltou, e o que melhor para encarar ele do que um livro sobre a morte?
Não, Mathilda Savitch não é um livro mórbido, é um livro de diferentes tipos de lutos, mas engraçado e verdadeiro ao mesmo tempo.
Já se passou quase 1 ano dede da morte de Helene, irmã mais velha de Mathilda, só que ela não está disposta a deixar essa data em branco. Ela simplesmente está odiando como os pais estão tratando do assunto, eles estão querendo a todo custo se livrar da imagem da filha mais velha, e com isso a personalidade deles ficaram diferentes, mais fechada. Então Mathilda resolveu dá um choque de realidade a eles, que não foi como o esperado e ela tem que aguentar as consequências com um talvez de arrependimento. O livro vai seguindo e a protagonista foca em duas coisas, na morte da irmã e nos terroristas (Helene era muito engajada em causas sócias). Ao mesmo tempo que tentar conseguir um plano para se salvar de um possível ataque, Mathilda começa a investigar por si mesmo a suposta morte da irmã, e descobrindo verdades que ela mesma queria esconder.
Sim, eu gostei muito desse livro, talvez ele fosse a verdade que eu estava precisando, do meu choque de realidade. Pessoas morrem, mas não podemos fazer nada, mas se começamos a só pensar na morte, nós esquecemos de viver.
Para um romance de estreia eu o considero bem escrito (mas o Victor ainda tem que amadurecer em algumas partes da escrita, mais provavelmente ele fará isso nos próximos). Mathilda Savitch pode não ser o melhor livro que você vai ler, mas toda vez que você tocar na capa dele, você vai se lembrar dos momentos felizes e tristes que passaram juntos.
Esse autor lindo! Já me apaixonei!
Acho que quem curte John Green, vai gostar desse livro, achei que a escrita juvenil de ambos se parecem em algumas partes.

Espero que gostem do livro assim como eu gostei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Não se acanhe, se quiser, deixe um comentário!