5 de jan de 2016

A traição de Natalie Hargrove - Resenha e Critica

Lauren Kate, a autora
Título: A traição de Natalie Hargrove
Autora: Lauren Kate
Editora: Galera
Número de páginas: 239
Nota: 3,8/5,0

Confesso que estou um pouco saturada de livros Y/A (voltados para jovens adultos), principalmente aqueles que trazem a história de um humano que se apaixona por uma criatura mítica (claro que eu ainda tenho os meus favoritos do gênero), continuando, hoje em dia os únicos livros que eu estou lendo desse gênero é os da Rainbow Rowel e do Victor Lodato, que são dois autores maravilhoso e com uma escrita única.

Mas ai vocês me perguntam, por que eu comprei esse então? Simples, A traição de Natalie Hargrove é uma releitura do clássico Macbeth (aquele mesmo do Shakespeare), ao invés do protagonista ser um homem em busca de um reino, agora temos uma menina que faria de tudo para ser coroada a princesa da sua escola.

Eu particularmente adoro releituras (quando bem feitas) e Shakespeare, então, um livro que junta os dois não poderia ser ruim. Será?


Confesso novamente que A traição de Natalie Hargrove é um livro de estreia bom, mas você terá vontade de largá-lo várias vezes. Para começar a protagonista é a menina popular e mesquinha do colégio que geralmente é a antagonista. Hargrove é uma alpinista social que faz de tudo para esconder seu passado para a nova escola, tem a vida perfeita, com o namorado perfeito, e a única coisa que falta para sua realização é o título de princesa que será dado no baile sua escola. Mas a única coisa que poderia estragar o seu plano é Justin Balmer, um ex ficante que traz consigo um segredo.

Em uma festa regada a álcool, sexo e algumas drogas, Natalie vê a oportunidade perfeita para se vingar do garoto, e conta com a ajuda do seu namorado, Mike King . O que ela não esperava era a morte de Justin.

Ela acaba conseguindo a coroa, mas ao qual preço? Vemos a personagem enlouquecendo com a paranoia de que alguém descubra que ela está ligada com a morte de Balmer, e vê seu perfeito relacionamento começar a desmoronar, O livro vai seguindo, e percebemos que a bruxa da obra original agora é uma garota que tira o futuro das pessoas no tarot e fuma erva, ainda encontramos os fantasmas da obra anterior (tanto metaforicamente, tanto literalmente), como eu disse anteriormente, algumas partes do desenvolvimento não me agradaram, o que me fez achar o livro uma adaptação ruim até eu chegar as ultimas páginas, que mostram sim, que Lauren Kate sabe o que fazer. O final é esplêndido e fecha a obra com um toque shakespeariano. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo! Não se acanhe, se quiser, deixe um comentário!